Historia Insulana 1717 1 edição Historia dos Açores Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

Antonio Cordeiro
Desconhecido
Português
Um
Como novo
História dos Açores
HISTORIA INSULANA DAS ILHAS A PORTUGAL SUGEYTAS no Oceano Occidental,
COMPOSTA PELO PADRE ANTONIO CORDEYRO da Companha de JESUS, Insulano tambem da Ilha Terceyra, & em idade de 76. annos, PARA A CONFIRMAC,AM DOS BONS costumes, assim moraes, como sobrenaturaes, dos nobres antepassados Insulanos, nos presentes, & futuros, Descendentes seus, & só para a salvaçaõ de suas almas, & mayor gloria de Deos. LISBOA OCCIDENTAL, Na Officina de ANTONIO PEDROZO GALRAM; Anno 1717.
In folio (de 27,5x20 cm) com [xvi]-528 págs.

Condições: Excelente estado
Obra única no seu género que descreve no livro primeiro “Da creaçaõ das Ilhas Occidentaes, tocantes à Monarchia Portugueza” a Atlântida e a sua relação com os primeiros reis de Espanha e Portugal e a descendência dos mesmos. O descobrimento, a geografia e a história das ilhas atlânticas. A fundação de Lisboa, Santarém, Braga, Coimbra, Aveiro e Lagos. As grandes secas e incêndios da Hispânia. Os povos celtas, cartagineses, lacónicos (espartanos), gregos, os romanos e seus combates com Viriato e Sertório. A presença de Júlio César em Portugal e o império de Augusto César unido com Portugal.

O livro segundo “Das ilhas Canarias, & das de Cabo Verde”: destaque para o capítulo “Do direyto de Portugal às Canárias”.
O livro terceiro “Das ilhas de Porto Santo, & Madeyra”.
Livro quarto “Da ilha de Santa Maria, que das nove dos Açores foy a primeira que se descubrio”.
O livro quinto “Da ilha de Saõ Miguel”.
O livro sexto “Da ilha Terceyra, cabeça das Terceyras.
O livro sétimo “Das ilhas de Saõ Jorge, & graciosa.
O livro oitavo “Das Ilhas do Fayal, & Pico”.
O livro nono “Das Ilhas, Flores, & Corvo, & das que se espera descobrir de novo.”

Entrega em mão na zona do Porto
Despesas de envio por correio registado a cargo do comprador
Como novo
Porto
3100,00€
Nuno Ribeiro
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira