Sem Destino / Imre Kertész Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

Desconhecido
Português
Um
Usado
Sem Destino
de Imre Kertész

Edição ou reimpressão: 04-2003
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Dimensões: 231 x 150 x 13 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 192
Colecção: Grandes Narrativas
Conservação: Muito bem conservado

Envio: 1€

Este é o primeiro livro em tradução portuguesa do mais recente Nobel da Literatura, o escritor húngaro Imre Kertész, um dos autores de maior renome na literatura húngara. Nascido em Budapeste a 9 de Novembro de 1929, de descendência judaica, Imre Kertész foi deportado para Auschwitz em 1944, e daí para Buchenwald, sendo libertado com o fim da guerra, em 1945.
Apesar de o escritor afirmar que "Sem Destino" não é uma obra autobiográfica, o protagonista do livro passa pela mesma experiência. É judeu húngaro e, aos 15 anos, é deportado para Auschwitz, e daí para Buchenwald.
Kertész regressou à Hungria no fim da guerra e trabalhou no jornal "Világosság", de onde foi despedido em 1951, quando o periódico adoptou a linha oficial do partido comunista, no poder. Depois de cumprir o serviço militar, tornou-se escritor e tradutor, sobretudo de autores de língua alemã, como Nietzche, Hofmannsthal, Shnitzler, Freud, Roth, Wittgenstein e Elias Cannettti, que acabariam por influenciar a sua própria escrita. "Sem Destino" é o seu primeiro romance ( que muitos consideram o melhor escrito sobre o Holocausto) e apesar de ter sido concluído em 1965, só foi publicado dez anos mais tarde. Forma com "Fiasco" e "Kaddish - para uma Criança não Nascida" (obras que a Presença também vai traduzir) uma espécie de trilogia. ´Kaddish´ é a oração fúnebre dos judeus e, neste romance, é feita pela criança que se recusa nascer num mundo que permitiu a existência de Auschwitz.
Usado
Lisboa
7,00€
Letras & Companhia
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira