QUATROCENTOS MIL SESTÉRCIOS SEGUIDO DE O CONDE JANO Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

Mário de Carvalho
Edição- Ministério da Cultura- Instituto Português  do Livro e das Bibliotecas
Desconhecido
Português
Um
Como novo
QUATROCENTOS MIL  SESTÉRCIOS SEGUIDO DE O CONDE JANO
Mário de Carvalho
Grande prémio de conto.
Edição- Ministério da Cultura- Instituto Português  do Livro e das Bibliotecas
Páginas: 127
Dimensões: 210x125 mm.
Encadernação: Capa dura

Exemplar como novo, sem marcas de manuseamento.
PREÇO: 7.00€
PORTES DE ENVIO INCLUÍDOS, em Correio Normal/Editorial, válido enquanto esta modalidade for acessível a particulares.
Envio em Correio Registado acresce a taxa em vigor.
-----------------------------------------------------------
PRÉ-PAGAMENTO:
Transferência Bancária
MBWAY
PAYPAL
Entrego em mão em Coimbra

Uma novela passada no tempo da Roma Imperial em que diversas personagens se debatem, em episódios burlescos por causa de uma pequena fortuna, seguida de uma balada melancólica, decorrida numa idade Média mágica, onde ressurge um amor demencial e cruel.
Poderia ter passado aqueles dias em perfeito sossego sem dar azo a Fortuna a que se intrometesse comigo. Qualquer coisa, qualquer vento inopinado, qualquer espírito rebarbativo, fez com que desabassem sobre mim – quieto e sossegado que gostaria de ser – trabalhos semelhantes aos de Hércules, se tomarmos em conta a desproporção das forças. Foi à última hora que meu pai me comunicou que ia partir, por uns dias, para Olisipo por causa de uma demanda sobre uma remessa de trigo avariado. Nunca percebi se, na pendência, ele fazia de Autor ou de Réu e fui, certa¬mente, o último da casa a saber a notícia. Mesmo depois dos escravos, mesmo depois da infame Lícia… Eu reparei nos preparativos: vi o Jálio a olear a lança, vi o Clíton a amontoar bagagens, tropecei num molho de gládios a um canto… Mas, francamente, nunca chegava a penates suficientemente cedo ou suficientemente sóbrio, para ter oportunidade de ouvir explicações. Também estava acostumado a dar pouca importância ao que ia lá por casa... Na véspera da partida, meu pai acordou-me brutalmente ao nascer do Sol. Abriu as portadas de par em par, com estrondo, e proclamou: «Começou o dia,» «O meu dia é particular, começa mais tarde», respondi eu, tapando-me o mais possível. O meu pai sentou-se no leito e pigarreou (…)
Como novo
Coimbra
7,00€
ARCA DOS LIVROS - Vasco Barra Oliveira
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira