O Tempo dos Assassinos: Um estudo sobre Rimbaud Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

Henry Miller
Hiena, 1985
Desconhecido
Português
Um
Como novo
Colecção: Cão vagabundo ; 8

"A função social da personalidade criadora é tema constante do autor, e este livro é talvez sua análise mais comovente e concentrada do dilema do artista."

Cita:
"O que nós todos gostávamos era de poder dar uma escapadela. Estamos fartos, totalmente enjoados dos nossos trabalhos, mas vamos ficando. E ficamos porque nos falta a coragem, porque nos falta a imaginação para lhe seguir o exemplo. Não é por nenhum sentido de solidariedade que ficamos! Não! A solidariedade é um  mito, pelo menos nos tempos que correm. A solidariedade é para os escravos que ficam à espera até que o mundo se transforme num enorme covil de lobos, para depois se atirarem todos juntos e desatarem a rasgar e despedaçar o que lhes aparecer pela frente, como animais invejosos. Rimbaud era um lobo solitário. E não se escapuliu pela porta das traseiras com o rabo entre as pernas. Não, nada disso. Assoou-se ao Parnaso, e aos juízes, aos padres, aos professores, aos críticos, aos condutores de escravos, aos ricaços e aos palhaços que constituem a nossa distinta sociedade cultural. E não se orgulhem de pertencer a uma época melhor que a dele! Não pensem nem por um momento que esses miseráveis, esses maníacos, essas hienas, esses falsários de todos os quadrantes acabaram! Este problema é tão vosso como foi dele! Mas dizia eu que Rimbaud não estava preocupado com o facto de não ser aceite... é que desprezava as satisfações mesquinhas que a maior parte de nós anseia. Percebeu que era tudo uma fedorenta porcaria, percebeu que tornar-se em mais um número histórico não o levava a lado nenhum. Queria viver, queria mais espaço, mais liberdade: queria exprimir-se, fosse como fosse. E portanto disse: "Vai-te foder! Vão-se foder todos!" E, dito isto, abriu a braguilha e pôs-se a mijar sobre as obras."
Como novo
Porto
25,00€
Manuela R.
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira