A Redação (Orientação e exercícios) Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

Fernando Campos
Livraria Avis
Desconhecido
Português
Um
Usado
CONTACTO: vboliveira@gmail.com
Pré-pagamento:
Transferência Bancária
Paypal (Acresce 0.35€ + 4% sobre o preço do produto e do custo de envio.
Condições de envio:
Envio em Correio Normal. (0.90€ ) Comprador assume o risco de entrega
Envio em Correio Registado (2.50€) Vendedor assume o risco de entrega.
Pagamento por Paypal implica sempre o envio por Correio Registado.
Entrego em mão em Coimbra
Forum Coimbra
Retail Parque Mondego
------------------------------------------------------------------------------------
A Redacção (orientação e exercícios)
Autor:Fernando Campos
Edição: Livraria Avis
Ano 1962
184 páginas
(Para uso dos Liceus, Escolas Técnicas,Colégios, Seminários e de todos aqueles que desejam iniciar-se na arte de redigir)
Livro em bom estado, tem apenas uma anotação manual (a palavra oferta) na 1ª página .
Fernando Campos
Ficcionista, cronista e investigador português, Fernando da Silva Campos nasceu em 1924, em Águas Santas, no concelho da Maia.
Fez os estudos universitários em Coimbra, onde se licenciou em Filologia Clássica. Posteriormente, fez carreira como professor do ensino secundário, tendo sido docente do Liceu Pedro Nunes, em Lisboa, cidade onde passou a residir definitivamente.
Paralelamente à carreira de docente, escreveu algumas obras didáticas e monografias de investigação etimológica e literária, como A Redação (orientação e exercícios), Porto, 1968; O Arinteiro de el-Rei ; A "Vida de S. Teotónio", uma Fonte de Os Lusíadas? , Lisboa, 1972 e a antologia Prosadores Religiosos do Século XVI (Coimbra, 1950).
Fernando Campos iniciou já tarde a sua carreira de escritor, pois só com 62 anos, em 1986, lançou o seu primeiro romance, A Casa do Pó , muito bem aceite pela crítica. Este é um romance histórico cuja ação decorre em finais do século XVI e conta a história das peregrinações de frei Pantaleão de Aveiro, o autor de Itinerário de Terra Santa (1593). O enigma da identidade do frade franciscano, servindo de pretexto para, ao longo de todos os itinerários que percorre (Portugal, Espanha, Vaticano, Mediterrâneo, Palestina), esboçar um panorama mental sobre a cristandade ocidental e oriental, e sobre o contexto político português no fim de Quinhentos, tende, porém, a adquirir, desde as primeiras páginas, uma dimensão universal: mais do que rigorosa e documentada incursão pelo romance histórico, segundo o autor (cf. Notas a Casa do Pó , 5.ª ed., Lisboa, Difel, 1987, p. 436), "O que aí está são velhos problemas da humanidade que, vindos de há séculos, ainda hoje persistem nos mesmos cenários e saltam para outros mais alargados e vastos". Neste romance, que desde logo colocou Fernando Campos no grupo dos grandes escritores portugueses, surgem diversas figuras históricas, entre as quais Luís Vaz de Camões. O autor levou cerca de onze anos a preparar o livro, dez dos quais ocupados em pesquisa e um na fase da escrita.
Nas obras s
Usado
Coimbra
5,50€