Os Filhos da Droga Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Positivo

Christiane F.
Perspectivas & Realidades
Desconhecido
Português
Um
Usado
Métodos de envio:
- Correio normal (Gratuito para Portugal)
- Correio registado (+ €1.60)

Métodos de pagamento:
- Transferência Bancária
- PayPal

Envio é efectuado até 1 dia útil após pagamento recebido.

É aconselhável escolher método Correio registado, por ser mais seguro.
Em caso de extravio só nos responsabilizamos por este método de envio.

Para envios internacionais, favor contactar, afim de saber o valor dos portes.

Caso pretenda factura, favor pedir na mensagem após compra.

Detalhes da Obra

Título:
Os Filhos da Droga

Título Original:
Wir Kinder Von Bahnhof Zoo

Autor:
Christiane F.

Tradução:
Maria Eugénia Ribeiro da Fonseca

Detalhes do Artigo

Estado:
Usado / Capa com sinais de manuseamento - Apresenta vinco no canto inferior esquerdo da contra-capa / Miolo em muito bom estado

Capa:
Mole

Editora:
Perspectivas & Realidades

Colecção:
-

Edição:
-

Ano de edição:
1982

Páginas:
352

Idioma:
Português

ISBN:
-

Sinopse

Este testemunho impressionante tem tido um impacto imenso por todo o mundo desde que foi publicado pela primeira vez. O relato desta adolescente sensível e inteligente, que menos de dois anos após ter fumado o seu primeiro «charro» se prostitui depois das aulas para pagar a sua dose diária de heroína, e o pungente testemunho da sua mãe fazem de Os Filhos da Droga um livro sem paralelo. Estas páginas ensinam-nos muito, não apenas sobre a droga e o desespero, mas também sobre a deterioração do mundo de hoje.

Usado
Aveiro
5,00€
Filipe Lopes | Livraria Severense
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira

Comentários sobre este vendedor

  • Fabien Gonçalves disse no dia 2016-10-20: Absolutamente impecável! Comentário Positivo
  • Filipe Lopes | Livraria Severense disse no dia 2016-10-20:
    Obrigado, Fabien.
    Fico contente por saber que se encontra satisfeito.
    Até uma próxima oportunidade.
    Com os melhores cumprimentos, Filipe Lopes