[ÉVORA] MESTRES DA VIDA – Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Neutro

J.M. Monarca Pinheiro
Desconhecido
Português
Um
Como novo
[ÉVORA] MESTRES DA VIDA –
J.M. Monarca Pinheiro
Capa: Aguarela de António Couvinha (Pai)
Apresentação: Antunes da Silva
Caricaturas: Francisco Bilou
Fotografia: Arquivo da Divisão de Informação da Câmara Municipal de Évora
Apoio: Câmara Municipal de Évora
Évora – 1993
Páginas: 131
230x150 mm.

EXEMPLAR COMO NOVO, SEM MARCAS DE MANUSEAMENTO.
PREÇO: 9.00€
PORTES DE ENVIO INCLUÍDOS, em Correio Normal/Editorial, válido enquanto esta modalidade for acessível a particulares.
Envio em Correio Registado acresce a taxa em vigor.
-----------------------------------------------------------
PRÉ-PAGAMENTO:
Transferência Bancária
MBWAY
PAYPAL
Entrego em mão em Coimbra


-----------------------------------------------------------------------------------------

Para os amigos.
Há lugares na terra cheios da luz que compreende. Esses lugares são os altares onde os homens e as mulheres de uma comunidade sacrificam aos deuses a beleza da sua arte de viver. E escrevo sacrificam, porque esses seres de canto ou silêncio são sacerdotes da vida, de atitudes doces ou agressivas, de ideias loucas ou mansas, de sentimentos plácidos ou arrebatadores, de obras singelas ou esmeradas, mas sempre vivas.
Em cada um desses lugares existe, aqui e ali, numa rua de vizinhança amiga, numa taberna de compinchas devotados, numa oficina de artesãos laboriosos, numa loja de comerciantes irónicos, ou ainda no ar sagrado ou profano que o lugar respira, essa luz ou essa sombra do sopro da alma, mesmo quando o corpo a chama e sufoca e a alegria ou a tristeza se transformam em drama humano ou tragédia.
Évora é um desses raros lugares da terra onde a vivência enfeiti- çada enfeitiça, como se de um teatro vivo se tratasse e os actores nunca dessem por acabada a oculta e feliz comédia em que exaltam e derramam a morte e os dias.
É preciso dizê-lo sem medo: esta cidade é a arte de todos os seus artistas, ou não fosse ela a face visível de quantos, com nome ou sem ele, a foram erguendo no tempo com amor, trabalho e talento.
Estas estórias são os retratos de alguns desses artistas e dos lugares que amaram, e falam por si do mistério que é ser humano com humor, paixão e ira. Não sei porque os revivi, mas sinto que, estranhamente, se conjuraram contra mim para que os trouxesse aqui, e aqui ficassem como símbolos de uma cidade oráculo da vida. E foi assim, sob esta ordem estética e fantasmática que fui criando estes bordados de palavras, artesanato de horas alegres e amargas, como quem recorda alto e lhe custa a esquecer a solidão do homem.

                                  J.M. Monarca Pinheiro

Como novo
Coimbra
9,00€
ARCA DOS LIVROS - Vasco Barra Oliveira
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira