A Confissão de Lúcio Saldo dos Comentários ao Livro/Vendedor: Positivo

Mário de Sá-Carneiro
Planeta DeAgostini
Desconhecido
Português
Um
Usado
Métodos de envio:
- Correio normal (Gratuito para Portugal)
- Correio registado (+ €1.60)

Métodos de pagamento:
- Transferência Bancária
- PayPal

Envio é efectuado até 1 dia útil após pagamento recebido.

É aconselhável escolher método Correio registado, por ser mais seguro.
Em caso de extravio só nos responsabilizamos por este método de envio.

Para envios internacionais, favor contactar, afim de saber o valor dos portes.

Caso pretenda factura, favor pedir na mensagem após compra.

Detalhes da Obra

Título:
A Confissão de Lúcio

Autoria:
Mário de Sá-Carneiro

Detalhes do Artigo

Estado:
Usado / Sobre-capa com ligeiros sinais de manuseamento / Miolo em muito bom estado

Capa:
Dura com sobre-capa

Editora:
Planeta DeAgostini

Colecção:
Biblioteca Fernando Pessoa e a Geração de Orpheu

Edição:
-

Ano de edição:
2006

Páginas:
144

Idioma:
Português

ISBN:
978-989-609-525-3

Sinopse

Esta obra foi considerada por José Régio como a obra-prima de entre as novelas de Sá Carneiro, onde estão presentes três de suas obsessões dominantes: o suicídio, o amor pervertido e o anormal avançando até a loucura. Nesta obra, ao incitar seus personagens na busca de uma transcendência distorcida, Sá-Carneiro cria uma atmosfera de exacerbado lirismo. Capaz de acrescentar um prazeroso sabor ao narrar o inarrável, mesmo no leitor que possui poucas fibras de sensibilidade ele é capaz de produzir um turbilhão interior próximo ao palpitar acelerado do coração quando em êxtase.

Usado
Aveiro
5,30€
Filipe Lopes | Livraria Severense
Para ver os contactos do vendedor deste livro,
inscreva-se agora gratuitamente
ou
entre na Bibliofeira

Comentários sobre este vendedor

  • Fabien Gonçalves disse no dia 2016-10-20: Absolutamente impecável! Comentário Positivo
  • Filipe Lopes | Livraria Severense disse no dia 2016-10-20:
    Obrigado, Fabien.
    Fico contente por saber que se encontra satisfeito.
    Até uma próxima oportunidade.
    Com os melhores cumprimentos, Filipe Lopes